Link to facebook Open this link in new tab
Cover von Estrica opens in new tab

Estrica

Alexandre Rendeiro, Carlos Gaspar, Diana Policarpo, Marco Franco, Pedro Azevedo, Tamara Alves
Search for this author
Year: [s.a.]
Publisher: [s.l.], [s.n.]
Media group: B
available

Copies

ActionShelfmarkLocation 2StatusMedia groupLending noteReservations
Reserve Shelfmark: Rara.A-266 Location 2: RARA Status: available Media group: B Lending note: Reservations: 0

Content

1# (75 exemplares) Kilgore Trout, personagem no romance Breakfast of Champions, chama os espelhos de leaks porque entretia-o considerá-los como portais entre dois universos; sempre que alguém dizia a Kilgore I have to take a leak, este respondia: Where I come from, that means you're about to take a mirror. Na recta final da história, o próprio Kurt Vonnegut, o autor, entra na história e interage com as personagens que criou, usando uns óculos espelhados. Aqui, os óculos espelhados de Kurt são de facto um portal entre dois universos: o do autor (real) e o do universo das personagens (ficção). Kurt consegue ver através dos leaks mas os personagens apenas vêm um espelho quando o fitam nos olhos. Estrica foi feita por Alexandre Rendeiro, Carlos Gaspar, Diana Policarpo, Marco Franco, Pedro Azevedo e Tamara Alves, que transformam páginas e alguns pontos da cidade de Lisboa em leaks. Uns são-no em si mesmos; outros acabam por sê-lo pela estética incisiva e conceptual com que os seus criadores os abordaram; ao fim ao cabo, uma das coisas que une todas as Artes é, indubitavelmente, o conceito de Portal. Todos transportam o leitor ou observador e/ou possibilitam a visualização da sua forma e conteúdo, ou seja, da sua tão específica configuração espaço-tempo. Todos os objectos artísticos têm uma moldura, por mais gasosa ou líquida que seja, e é por essa moldura que o observador ou leitor contempla o Universo criado pelo Artista. Por sorte, a superfície do outro lado é espelhada e aquele Universo não nos observa a nós – mas sem dúvida que nos transforma. Como? Essa verdade, sim, é que está por trás de um espelho impenetrável, e é asfixiante a curiosidade e o ímpeto que temos em conhecê-la. A.R

Details

Search for this author
Year: [s.a.]
Publisher: [s.l.], [s.n.]
opens in new tab
Search for this systematic
Search for this subject type
Description: 75 Ex., [38] S. : Ill.
Tags: Künstlerbuch
Search for this character
Language: Spanisch
Media group: B